Curimatã

Curimatã

Nome Científico: Prochilodus argenteus; P. scrofa; P/ margravii

Característica: A Curimatã também é chamada de Crumatã, Curimbatá, Zulega, Curimatã-Pacu ou Curimatã-Pioa.
Estes nomes variam de acordo com a região e com a espécie.
Peixe Iliófago, ou seja, alimenta-se de microorganismos e matérias orgânicas que se encontram no fundo de lagos ou rios.
Pode chegar a 1,0 kg no primeiro ano de engorda, alcançando até 10 kg de peso final.

Indicação: Carne amarelada, de sabor pouco razoável. Possui espinhos na carne.
O fato de ser um peixe iliófago (alimenta-se no lado do fundo dos corpos d'água) proporciona uma manutenção (limpeza) do fundo dos açudes, garantindo uma certa qualidade ambiental.

Reprodução: A época de propagação é entre os meses de setembro a março.
Não ocorre reprodução natural em açudes.

Estocagem: A estocagem deve ser de 2 peixes por m² em tanques de terra (no caso de engorda exclusiva da espécie), fornecendo ração como alimento principal.
Se for utilizado em policultivo, como animal controlador, deve ser estocado na proporção de 15% do total de peixes.
A falta de uso de ração ou seu uso exagerado acentua o "gosto de terra" de sua carne.